Carlos Henrique Pereira Maia

A arte é um caminho de paz que conduz a Deus, o Artista dos artistas.

Textos

SERES ILUSÓRIOS
Desafiar a infelicidade
Por mais que doa;
Plantar sonhos bons
No jardim da intimidade;
Perdoar quem não perdoa
Nossos erros, nossas falhas;
Ver nos dias a variedade dos tons,
Porque a vida é diversidade
— Tela multicolorida —
E o poder pessoal não está em vencer,
Em derrotar todas e quaisquer adversidades,
Mas em fazer uso delas para vencer na vida.
E quando nos acenar o anoitecer
Depois do entardecer das batalhas,
Vagando entre derrotas e vitórias
Pelos fugazes soflagrantes do tempo,
Que deitemos no leito da consciência,
Esta testemunha fiel da nossa história,
Não as coisas fugidias que conquistamos,
Mas o esforço e a coragem que envidamos
Para conquistá-las com a serenidade da inteligência
E a luz que irradia da sensibilidade e do bom senso.
A felicidade verdadeira não grassa
Neste mundo de seres ilusórios,
De ventos de tristeza esparsa,
De ventanias de prazeres transitórios.








Carlos Henrique Pereira Maia
Enviado por Carlos Henrique Pereira Maia em 26/01/2018
Alterado em 30/01/2018
Copyright © 2018. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras